quinta-feira, 10 de maio de 2007

Influência dos Jogos de Vídeo e dos Filmes nos Indivíduos

Uma reflexão relacionada com o massacre ocorrido em Virgínia

Os jogos de vídeo são, nos dias de hoje, acessíveis a qualquer indivíduo que se disponha a compra-los. Desde que surgiram na década de 50, rapidamente se estabeleceram no panorama mundial. E com eles, o acesso à violência virtual.


O massacre que ocorreu no passado dia 16 de Abril de 2007 na faculdade Virgínia Tech, nos EUA, pode ter sido inspirado na violência dos jogos de vídeo e dos filmes.
O responsável pelo incidente foi Cho Seung-Hui, um jovem sul-coreano de 23 anos que se suicidou após vitimar 32 pessoas. Depois de matar duas pessoas no dormitório da faculdade onde também vivia, Cho Seung-Hui enviou mensagens de vídeo e fotografias para a estação de televisão, NBC. As poses do rapaz nas mensagens de vídeo e nas fotografias fazem lembrar cenas do filme “Old Boy” (ao lado), um filme sul-coreano que venceu o Grand Prix em 2004 e cenas do jogo “CounterStrike”.



Cho Seung-Hui, que se mudou com a família para os EUA em 1992, na altura com 8 anos, estava no último ano de uma licenciatura em Inglês nessa mesma faculdade. Colegas e professores lembram-se do estudante como um jovem introvertido, solitário e tímido que vivia obcecado pela violência. As autoridades responsáveis por averiguar o caso, viram-se, mesmo, com dificuldades em apurar informações sobre do rapaz.



O jornalista Paulo Querido crê que Cho Seung-Hui “quis alcandorar-se ao que considera a posição dos "heróis", escolhendo para isso a via mais fácil da nossa civilização: a imolação para os media.”. Acredita ainda que “a televisão influenciou mais Seung-Hui que qualquer jogo de computador”, pois “os filmes talvez sejam um pouco mais responsáveis que os vídeos na educação de comportamentos.”.



Mas este caso não é inédito. A História conta já com alguns casos semelhantes, entre os quais o caso de Columbine. Neste tiroteio que ocorreu numa escola secundária de Columbine em 1999, os atiradores também se suicidaram após matarem 12 alunos e dois professores. Cho Seung-Hui, num dos vídeos que fez, alegou admirar os assassinos, Dylan Klebold e Eric Harris, considerando-os mártires. Também estes dois jovens podem ter sido influenciados por jogos e/ou filmes, nomeadamente o jogo “Doom”. Os rapazes de 17 e 18 anos, respectivamente, chegaram mesmo a questionar-se no vídeo que fizeram antes do massacre, qual realizador faria um filme sobre a história deles.



A verdade é que este último acontecimento deu origem a um documentário realizado por Michael Moore, “Bowling for Columbine”, a um filme inspirado no mesmo, “Elephant”, de Gus Van Sant e ainda a um jogo de vídeo, “Super Columbine Massacre RPG” (ao lado), que pode ser jogado gratuitamente na Internet.



E volta a questão: É a arte que imita a vida ou a vida que imita a arte?

--

Para mais informações (em inglês):

1 comentário:

Online! disse...

bm vou comentar..

a "gótica do caraças" axa k o texto etá muito fx... um desafio por ti própria proposto e bm conseguido..pelo menos foi diferente dos outros ;)**********


Renata.